Conclusões Volume I

Quem são as maiores redes hoteleiras do país?



Números Atuais
Considerando um universo de 107 redes nacionais e internacionais de hotéis e flats existentes no Brasil, que foram objeto do estudo desenvolvido pela jornalista Eny Amazonas e pela engenheira, Lílian Goldner, sócias da Amazonas &  Goldner Consultoras Associados, o Projeto Raio X da Hotelaria Brasileira, edição nº 1, revela  a existência de 88.889 apartamentos. Os hotéis respondem por um número de 70.260 apartamentos e os flats respondem por 18.629 apartamentos. Segundo o estudo , atualmente  estas redes disponibilizam  689 empreendimentos em operação, sendo que 467 são hotéis e 222 são flats.As informações para o estudo foram fornecidas pelas redes enfocadas e foram atualizadas até o dia 10 de abril
No estudo , as projeções  para o ano 2005 contabilizam 886 empreendimentos em operação, sendo 625 hotéis e 261 flats, e na soma final o número total de  apartamentos será 121.781, sendo 98.140 originado dos hotéis  e 23.641 dos  flats. A jornalista Eny Amazonas, observa, entretanto, que  algumas redes optaram por não disponibilizar informações sobre os seus planos de  futuros investimentos, e portanto, a qualquer momento novos empreendimentos podem ser anunciados ao mercado  e alterar as projeções deste estudo

“ A diferença no número total de empreendimentos (hotéis/flats)  de 2003 para 2005 é de 197 novos empreendimentos, o que representa um crescimento da ordem de 28,59%.” analisa Eny Amazonas, lembrando que o CD  trás a relação e ficha técnica de todos os empreendimentos em operação e dos futuros lançamentos.

A maior rede hoteleira: O Grupo Accor



Detentor de 16,89% do total das unidades habitacionais disponibilizadas neste estudo, bem como do maior número de hotéis e flats contabilizados, que corresponde a 108 empreendimentos e 15.016 apartamentos, o grupo francês Accor Hotels é o primeiro colocado e líder absoluto no Brasil no ranking das redes hoteleiras, apresentando larga margem de vantagem com relação às demais redes. Sua participação no total de empreendimentos é maior que a 2a, 3a e 4a colocadas somadas. “A rede é a maior tanto em número de hotéis quanto em número de flats”, contabiliza a engenheira Lílian Goldner

Posição em Março/2003:
- 1o lugar: Accor -  16,89%
- 2o, 3o e 4o lugares: Sol Meliá, Blue Tree e Atlantica - 16,52%

Em 2005 , a Accor permanece na liderança, mas haverá  mudanças entre as 2ª, 3º e 4 º posições.


As 10 Maiores Redes em Operação (Março/2003)*

 

1o

Accor

6o

Tropical

 

2o

Sol Meliá

7o

Transamerica Flats

 

3o

Blue Tree

8o

Nacional Inn

 

4o

Atlantica

9o

Bristol Hotéis & Resorts

 

5o

Othon

10o

Golden Tulip Chambertin

Percebe-se pelos números atuais que existe considerável concentração no mercado hoteleiro, visto que em um universo de 107 redes, as 10 maiores são responsáveis por 48,49% dos empreendimentos, enquanto as 97 redes restantes dividem 51,51% do mercado.

Analisando-se de forma semelhante os números para 2005, confirma-se a tendência de concentração no mercado, e confirma-se  mudanças no ranking das 10 principais redes. Algumas das atuais perdem suas posições, e outras passam a surgir em destaque. “Nas projeções futuras, o CD trás diversas análises, com números , tabelas, etc “, diz Lílian Goldner lembrando que no estudo  são encontradas estatísticas das redes nacionais, internacionais, mapeamento por estado; análise sobre as marcas de cada cadeia hoteleira, fichas técnicas dos empreendimentos atuais e futuros, histórico da hotelaria, notícias etc.

Crescimento das Redes 

  Projeção sobre o percentual de crescimento até 2005 das 10 maiores redes brasileiras.

** Nem todas as redes não revelaram todos os empreendimentos futuros, o que pode alterar bastante os números da tabela, no caso das mesmas anunciarem novos lançamentos.

 

Rede

Crescimento (N. Aptos)

1

Blue Tree

10,46%

2

Othon

3,16%

3

Tropical

25,80%

4

Transamerica Flats

16,36%

5

Nacional Inn

9,88%

6

Bristol Hotéis & Resorts

20,73%

7

Bourbon

16,35%

8

Windsor

59,22%

9

Deville

14,86%

10

Rede Bristol

35,90%

Quanto aos estados brasileiros, poderíamos informar que:

- Em termos percentuais,

Média de Crescimento nos estados
- Pernambuco e Ceará, na faixa entre 10 e 20%.
- Santa Catarina, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, na faixa entre 20 e 30%.
- Minas Gerais, Pará e Paraná, entre 30 e 40%
- São Paulo, Espírito Santo e Bahia terão crescimento da faixa entre 40 e 50%.
- Mato Grosso, entre 50 e 60%
- Piauí, entre 60 e 70%.
- Maranhão, entre 70 e 80%
- Mato Grosso do Sul, entre 80 e 90%
- o Amazonas é o estado que mais crescerá em termos de empreendimentos de redes hoteleiras: passará de 994 para 2008 apartamentos, um crescimento de 102%

- Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte não têm previsão de lançamentos de redes até 2005
- Sergipe e Tocantins receberão os primeiros hotéis de redes até 2005.

Busca

Cadastre seu email

Receba novidades sobre a Raio-X