RX Feiras e Eventos

WTM London 2018 apresenta tendências do setor no

A indústria do turismo mundial acompanhou atenta as novidades, tendências e discussões geradas a partir do evento WTM London, principal encontro internacional do setor de viagens e turismo no mundo. Esse ano não foi diferente, visitantes de todo o planeta participaram dos três dias de evento que, nesta edição, trouxe uma área dedicada a conteúdos exclusivos, customizados para cada continente. O “Americas Inspiration Zone” apresentou uma programação intensa com cerca de 11 encontros e mais de 20 painelistas.

Um dos exemplos foi a palestra de Zane Kerby, presidente e CEO da Sociedade Americana de Agentes de Viagens (ASTA – na sigla em inglês), revelando que o comportamento do viajante norte-americano está mais arrojado na escolha de destinos internacionais. As mulheres também ganharam mais influência na tomada de decisões de viagens e o gasto médio é de US$ 4 mil. Kerby revelou, ainda, que o principal motivo para os viajantes norte-americanos saírem em férias é para relaxar (64%). Falando em termos de regiões, o Caribe e a América Central têm crescido na escolha dos norte-americanos, enquanto a Europa vem caindo.

O Caribe, aliás, foi um dos temas de discussão e apresentou uma sessão sobre como os destinos podem “Planejar, preparar-se e proteger-se” com relação as crises relacionadas aos furacões devastadores, ocorridos no ano passado. O painel teve a participação de dois representantes – um deles o ministro do Turismo de Santa Lucia e o da Jamaica –, Dominic Fedee e Edmund Bartlett, respectivamente.

Ainda sobre a região Caribenha, Colin James, CEO da Administração de Turismo de Antígua e Barbuda, apresentou um estudo de caso sobre a primeira conferência, e viagem exclusiva, para influenciadores das redes sociais.

Kate Warner, gerente de produtos e relações públicas da agência de viagens Black Tomate, finalizou o primeiro dia do encontro com a mensagem de que a personalização promove, cada vez mais, as experiências de luxo, particularmente em um setor no qual ser Premium significa oferecer “coisas” diferentes para pessoas diferentes.

O segundo dia do “Americas Inspiration Zone” foi dedicado às questões de sustentabilidade inteligente e a música, ambos como impulso para o turismo. O “Livro Branco”, produzido pelo Conselho de Turismo ProColombia, em associação ONU e Sound Diplomacy, é um informe com a proposta de explorar a música e a gastronomia como um atrativo da viagem.

Já na discussão sobre como o turismo impacta as comunidades locais, Chris Doyle, diretor executivo da Associação de Viagens de Aventura da Europa | Ásia Central (ATTA), fez a apresentação “Accelerating Smart Sustainability for Destinations” e reforçou a importância de mudar o modo como o turismo é pensado no futuro a fim de preservar as gerações futuras.

O último dia de painéis no espaço Americas Inspiration Zone, o Turismo responsável foi o grande tema em discussão e Derek Hanekom, Ministro do Turismo da África do Sul, compartilhou uma mensagem de urgência à toda indústria sobre questões climáticas e o excesso do turismo e comunidades. Hanekom reforçou a importância de uma mudança de comportamento maciça, partindo da indústria do setor como agente de mudança.

Sobre o Overturismo, a mensagem foi sobre a importância de inclusão das comunidades para que estes sejam beneficiados e integrados ao desenvolvimento do turismo em seus destinos. Hanekom citou como modelo a ser seguido a crise da água na Cidade do Cabo. Com a implementação de uma série de medidas de economia de água, a cidade reduziu o consumo em mais de 50% em apenas três anos. "Da adversidade, a cidade se tornou líder global em melhores práticas de água", disse Hanekom.

O tema sobre emprego e trabalho também esteve presente na edição. E cases de sucesso de boas práticas e incentivo aos colaboradores foram apresentados reforçando a importância da indústria como motivador dessa questão e da melhoria das condições do setor.

Finalizando o evento, o tema sobre Turismo Indígena finalizou a discussão do terceiro dia de painel. Com a presença de Mark Watson, ex-diretor executivo da Tourism Concern, explicou Camille Ferguson, diretora executiva da Associação de Turismo Nativo do Alasca da América do Norte e Cameron Taylor, Consultor de Turismo e Patrimônio e Autor, TTJ Tourism, que apresentaram cases e realidades a que os povos indígenas são expostos. Os executivos ressaltaram a importância de perpetuar a cultura indígena e, principalmente, dar voz a esse povo para que possam compartilhar e se beneficiar do turismo.

Inspiration Zones contribui de forma significativa para o entendimento da dinâmica das regiões, troca de ideias, incentivo as diversidades culturais e discussão dos desafios e peculiaridades. Um espaço a ser replicado em outras edições.
 


Busca

Cadastre seu email

Receba novidades sobre a Raio-X