RaioX Gastronomia

A qualidade dos vinhos brasileiros na maior degustação do planeta


A maior degustação de vinhos de uma safra do mundo chegou a sua 25ª edição. Cerca de mil pessoas de todo o Brasil e do exterior degustaram na taça as 16 amostras mais representativas de vinhos brasileiros da Safra 2017, no momento mais aguardado pelo setor vitivinícola. A 25ª Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2017, realizada neste sábado, 23, no iniciativa da Associação Brasileira de Enologia (ABE).

Com 327 amostras inscritas por 59 vinícolas de seis estados brasileiros (Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo), esta é a maior Avaliação dos últimos quatro anos. O ranking dos 30% mais representativos, ou seja, 103 vinhos, foi anunciado ao final do evento como resultado da degustação de seleção realizada durante o mês de agosto por 118 enólogos, que às cegas, seguiram normas internacionais sob a coordenação da Embrapa Uva e Vinho. Dentre este seleto grupo, 16 vinhos foram selecionados entre os mais representativos para serem degustados pelo grande público na maior celebração dos vinhos do Brasil. Coube ao presidente da ABE, enólogo Edegar Scortegagna, revelar quais foram os 16 vinhos degustados.

“Sabemos que todo vinho tem marca. Para nós, a marca da dedicação de um enólogo. Assim é a Avaliação Nacional de Vinhos. Um evento que carrega a marca do vinho brasileiro. Nós, da Associação Brasileira de Enologia, nos unimos e evoluímos ao longo do tempo. São 40 anos bem vividos e, continuamos conservados; preservamos muitos dos nossos aromas. Evoluímos para nos tornarmos um exemplar cheio de tipicidade institucional. Assim, criamos e maturamos a Avaliação Nacional de Vinhos, sendo decisivos na evolução qualitativa da bebida no Brasil. Fizemos isso porque somos os enólogos de um país que é por natureza vários países. Somos os enólogos do Brasil, da Associação Brasileira de Enologia, da Avaliação Nacional de Vinhos”, destacou o presidente da ABE, enólogo Edegar Scortegagna.

O ritual se repete há 25 anos e a cada safra a expectativa é sempre grande. O evento é reconhecido por sua proximidade com a cadeia produtiva da uva e do vinho, de modo que contribui para que a produção do vinho brasileiro evolua em qualidade, tecnologia e reconhecimento. Portanto, um dos legados da Avaliação é nortear produtores e enólogos na escolha de variedades de uvas, técnicas de elaboração e lançamento de produtos. “O que o público degustou na taça é a antecipação do que estará no mercado a partir do próximo ano”, salienta Scortegagna.

O evento também foi marcado pelo brinde dos 25 anos da Avaliação Nacional de Vinhos, compartilhado por todos os presentes. E como todos os anos, a Avaliação surpreende os participantes dentro e fora da taça, a atração final ficou por conta da Banda Cabelo Cacheado com o talento de Laura Dalmás, participante do The Voice Brasil 2016.

Troféu Vitis 2017

Desde 1993, a ABE homenageia figuras que dedicam seu tempo, conhecimento e talento para a promoção e valorização do vinho brasileiro. Neste ano, a entidade entregou o Troféu Vitis Amigo do Vinho 2017 para a sommelier internacional e jornalista Andréia Debon, editora da Revista Bon Vivant, especializada no mundo do vinho. Ela também participa como jurada em degustações e concursos de vinhos no Brasil e no exterior, viajando para países produtores e com potencial enoturístico. E o Troféu Vitis Destaque Enológico 2017 foi entregue à enóloga Maria Regina Ferreto Flores, hoje diretora técnica da LNF Latino Americana. Maria Regina foi professora na então Escola Agrotécnica Federal e enóloga-chefe da Cooperativa Vinícola Aurora de 1984 a 1995.


Andréia Debon, Edegar  o enólogo Edegar Scortegagna  e Maria Regina Flores

 

Crédito Fotos: Divulgação


Busca

Cadastre seu email

Receba novidades sobre a Raio-X