RaioX Turismo

Negócios e cultura impulsionam o turismo da região de Osasco

Na última quinta-feira, dia 18 de outubro, o município de Osasco realizou o 1° Fórum de Turismo da Região Turística, Negócios e Cultura com o objetivo de fortalecer a marca "Negócios e Cultura" e o diálogo entre as iniciativas pública e privada. O evento contou com palestras de profissionais atuantes na área de turismo, apresentações culturais das cidades que compõem a RT e gastronomia local.

Na oportunidade, Vanilson Fickert, coordenador de Turismo do Estado de São Paulo, enfatizou a importância das políticas públicas para o desenvolvimento do setor em nosso estado, que começou na década de 40 com a implantação das estâncias turísticas. Ele fez uma explanação do crescimento destas políticas, passando pelo processo de regionalização, núcleos de turismo, criação das macrorregiões turísticas até chegar aos dias de hoje, em que existem 70 estâncias e os novos 97 Municípios de Interesse Turístico - MIT.

“Temos muito que trabalhar para o avanço do turismo paulista e os MITs são a grande oportunidade para o fomento do setor. É preciso que os destinos  façam planejamento e se organizem, sempre com foco no bem estar do turista e do próprio morador. Bom dizer que a Pasta estadual do Turismo dispõe do Fundo de Melhoria das Estâncias e dos MITs, o que propicia a celebração de convênios entre municípios e Estado, o que vai ao encontro da melhoria da infraestruturas das cidades. E isso significa evolução”, explicou o coordenador Fickert.

Por sua vez, Bianca Colepicolo, secretária-adjunta de Turismo do Estado de São Paulo, apresentou um panorama do nosso estado, ressaltando os grandiosos números de São Paulo: 15 macrorregiões, 51 regiões turísticas, 44 circuitos turísticos e arrematou: “turismo é mercado. É necessário que a população possa conhecer e usufruir dos produtos turísticos prontos e já encontrados nas prateleiras do mercado”.

Bianca destacou para as cidades presentes ao evento que integração é fundamental. “Precisamos trabalhar juntos para o crescimento da atividade turística”. Como exemplo, falou da relação que a Pasta do Turismo tem como a Cultura, o Meio Ambiente, a Agricultura, o Esporte, as empresas, o Desenvolvimento Econômico, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – ALESP, e o Ministério do Turismo, que resulta em eficientes ações. Entre outros itens, disse: “não se esqueçam de planejar e montar seus produtos, como destinos, circuitos, roteiros, porque folhetaria só não basta”, concluiu a secretária–adjunta.

Crédito Foto : Divulgação


Busca

Cadastre seu email

Receba novidades sobre a Raio-X